segunda-feira, dezembro 5, 2022
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
InícioRegiãoFrancisco MoratoEm Francisco Morato (SP), Polícia Militar impede execução do “Tribunal do Crime”...

Em Francisco Morato (SP), Polícia Militar impede execução do “Tribunal do Crime” em CDHU

A Polícia Militar, através de agentes da 1ª Companhia do 26° Batalhão, da Força Tática e do Canil, impediu a execução de três homens por uma facção criminosa, que atua dentro e fora dos presídios, no chamado “Tribunal do Crime, em um apartamento da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), no Jardim Santa Catarina, em Francisco Morato (SP). Os policiais chegaram até a rua rua Serra do Espinhaço, por meio, de denúncia anônima.

De acordo com a Polícia Militar, seis integrantes do “Tribunal do Crime” estavam prestes á executar três homens que deixaram de cumprir regras da facção criminosa. Percebendo a movimentação intensa suspeita em dos apartamentos daquela unidade habitacional, uma vizinha, que por questões de segurança não quis se identificar, acionou a PM para que pudesse verificar o que estava acontecendo.

“Hoje eu estou com medo. Tem três caras sequestrados no apartamento sessenta. Eu ouvi um barulho estranho na madrugada, mas eu não sabia o que era. Aí depois, o vizinho lá, o velho, comentou comigo. Está um entra e saí estranho na casa do sessenta. Eu ouvi um comentário que vai matar e acho que tem alguém sequestrado”, disse esta vizinha à Polícia Militar.

Segundo informações obtidas pelo portal Tribuna da Grande S.Paulo, a ordem para execução e tortura partiu de um dos presídios da Grande São Paulo. Os seis integrantes do tribunal tinham passagens pelo sistema judiciário por cometerem crimes de tráfico de drogas e roubo, e ficaram detidos. Já os três, que seriam julgados, prestaram depoimento na delegacia de Francisco Morato (SP) e foram liberados.

“Eles estavam desde ontem à noite aguardando a decisão que seria tomada. Tudo indicava que seriam executados, ainda, hoje. Estavam sendo cobrados por uma dívida de drogas, que segundo eles, estavam sendo acusados por terem perdido um carga de drogas. E outros dois, por conta de uma confusão em um baile funk e foram cobrados por isso”, concluiu o Tenente Amaral.

Os presos foram encaminhados à cadeia pública de Cajamar (SP) depois de passar por audiência de custódia. Naquela ocorrência, a Polícia Militar apreendeu facas e aparelhos celulares usados pelos envolvidos. O caso foi registrado na delegacia de Francisco Morato (SP).

RELATED ARTICLES

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Most Popular

%d blogueiros gostam disto: